Agora o blog tem um grupo no WhatsApp *u*
Para aqueles que quiserem entrar é só me mandar uma mensagem no WhatsApp
Número: 12 991360875
Salvo que quem fizer algum tipo de trote ou usar meu número para fins malignos irá ser denunciado.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Primeiro Amor

Capitulo 1: quando o conheci

     Meu nome é kuroshi, tenho 16 anos, tenho cabelos loiros de olhos azuis e com uma pele muito branca, atualmente moro com minha, mãe pois ela e meu pai se separaram já fazia 4 anos, eu tenho uma ira mais velha que eu, ela tem 24 anos e esta na faculdade de medicina, ela se chama Kamase e ela mora em outra cidade.Quando era criança, devido ao trabalho de minha mãe, eu me mudava direto de cidade e escola, então tinha muito poucos amigos, mas na época que meus pais se separaram, minha mãe decidiu se mudar para uma cidade pequena onde avia crescido, e eu fui para uma nova escola.
     No meu primeiro dia de aula, fui mais cedo pois queria andar um pouco pela cidade, quando deu a hora da aula eu já avia chegado ao portão da escola e fui direto para a sala e sentei na ultima cadeira do lado da janela, logo que o professor chegou a sala me chamou a frente para me apresentar a turma.

-Silêncio turma, hoje temos um aluno novo - fala o professor, eu me levantei e fui ate a frente me apresentar.
-Meu nome é Kuroshi Mashiru, prazer em conhece-los - falo e logo volto ao meu lugar
-Ola, prazer meu nome é Nakame Kasuru, mas pode me chamar de Naka - fala uma menina que avia sentado a minha frente, ela tinha cabelos longos e castanhos de olhos azuis meia-noite e de pele branca como a neve.
-Oi, prazer em conhece-la Naka-chan, sou Kuroshi Mashiru, mas pode me chamar de Kuro - falo dando um sorriso e olhando para o lado de fora da janela, quando vejo um garoto correndo desesperado, era alto com cabelos negros de olhos dourados que nem ouro e com uma pele bronzeada.  
-Desculpa professor, me atrasei - fala o garoto que eu avia visto correndo no patio.
-Tudo bem, mas centese agora - fala o professor, o garoto vem em direção a mesa ao meu lado.
-Ola, gual seu nome - pergunta o garoto baixo para o professor não ouvir.
-Oi, é Kuroshi Mashiru, e o seu - pergunta Kuro
-Meu nome é Krose Masura, mas pode me chamar de Kore - fala o garoto dando um sorriso bem cansado, claro estava que nem um louco correndo. 
    

    As minhas aulas tinham começado bem, logo bateu o sinal do intervalo, eu não tinha nenhum amigo, então, Naka-chan e       Kore-chan foram lanchar comigo,nós ficamos conversando e eu ate estava me divertinho com eles, mas como toda escola tem novatos, também, tem os valentões para pegarem no pé dos novatos.

-Ei novato - três garotos mais altos do que eu, tenho 1,83 cm, vieram me perturbar.
-Droga, são os valentões da nossa turma - sussurra Naka-chan em meu ouvido.
-O que foi, fala logo que quero comer - falo encarando o líder deles
-Fiquei sabendo que você já lutou artes marciais, certo - pregunta o valentão com um sorriso debochado ( avia me esquecido de falar, como tinha valentões pegando no meu pé em todas as escolas que já estudei fiz 10 anos de karate e judo)
-Sim, por que - pegunto me levantando e  pedindo para Naka-chan segurar meu lanche.
-Eu quero saber se vc quer entrar no nosso clube de karatê - o valentão faz a proposta se aproximando de mim.
-Não, obrigado, mas não quero lutar junto com idiotas como vocês - falo serio para o valentão, então, ele me pega pela gola de minha camisa e me levantando.
-O que vc falou pirralho - questiona o valentão irritado preparando para dar um soco e mim.
-Você não ouviu o Kuro-chan, seu idiota - provoca Kore-chan o valentão, percebendo que eu não iria reagir.
-Do que você me chamou, você é só mais um novato que não faz nada - fala o valentão me soltando e indo em direção a Kore-chan, eu fiquei surpreso pelo que ele fez.
-Você não pode falar nada, pois nem me conhece e se você pensa que não faço nada, então, tente me acertar se você conseguir eu desisto - fala Kore-chan colocando as mãos no bolso e dando um passo a frente.
-Meninos, parem com isso se forem brigar, vão para outro lugar - fala Naka-chan de levantando e tentando parar a briga, vendo que iria arrumar problemas para seus amigos.
-Cala a boca lindinha, não se meta onde não é chamada - fala o valentão emperrando Naka-chan no chão.
-Você não devia ter feito isso - kore e eu falamos juntos já irritados com os três garotos.
-Por que não, as donzelas vão fazer o que - provoca o líder dos valentões.
-Já te vi na tv antes krose-chan, você é o filho daquele milionário da cidade grande, já ouvi muito sobre você, o mais novo garoto que venceu o torneio mundial de karatê e judo - falo baixinho só pra kore-chan ouvir
-Pelo visto, falam bem de mim nos dojos - fala kore-chan com um sorriso amedrontador 
-Ah se é, então, vamos logo acabar com isso que a aula já vai começar -falo com uma cara seria
-Vamos la menininhas - fala o valentão que começa dando um soco em mim, só que, eu desviu e dou um soco com uma rasteira nele e o derrubando
-Não nós chame... - e enquanto eu falava os outros dois valentões vieram para cima de mim, mas kore-chan derrubou os dois e terminou minha frase - ...de menininhas de novo. Quando a briga acabou, ajudei Naka-chan a levantar, o sinal tocou e nós três voltamos para a sala rindo.
-Kuro-chan, você realmente sabe muito sobre mim, né - fala Kore-chan quando nos sentamos.
-Um pouco, pois eu gostava de você, eu tinha muita vontade de te conhecer, mas minha mãe viajava muito, então, não tenho amigos -falo olhando para fora da janela.
-Bom, mas agora você tem dois amigos fantásticos, certo - pergunta Kore-chan sorrindo.
-Verdade, vocês meus melhores amigos - falo olhando para os dois e com um grande sorriso.
-Quero que vocês vão la em casa hoje a tarde para sairmos um pouco, o que acham -pergunta kore-chan baixo, pois o professor já tinha entrado em sala.
-Eu adoraria - fala Naka-chan sorrindo
-E você kuro-chan - pegunta kore-chan olhando para mim
-To dentro, minha mãe ta trabalhando mesmo - falo com um sorriso descotraido
-Ok, então vamos nos encontrar no parque da cidade as 15:30, pode ser - pergunta kore-chan olhando para frete para o professor não perceber
-Certo - eu e Naka-chan falamos juntos concordando.

    Quando a aula acabou, eu Naka-chan e kore-cahn, fomos juntos ate o portão da escola e nos despedimos e cada um foi pra sua casa, como sempre minha mãe avia deixado um bilhete na geladeira falando que estava trabalhando e um prato de comoda embalado la dentro, então, comi e subi para tomar um banho quando sai do banho me arrumei e fui descansar, coloquei o despertador para tocar ás 15:00. 
 PIPIPIPI
O despertador tocou e eu acordei nos pulos, quando olhei a hora tava dando 15:00, logo levantei, lavei o rosto e arrumei o cabelo, desci as escada correndo, saindo de casa e trancando a  porta, eu cheguei ao parque junto a Naka-chan e ficamos esperando kore-chan aparecer, então, do nada, aparece um carro preto de para em frente o parque.
-Desculpem a demora, vamos entrem - fala kore-chan ao abaixar o vidro do carro, logo eu e Naka-chan ficamos olhando e depois entramos no carro, ficamos impressionados.
-Uau!Que carro lindo kore-chan - fala Naka-chan impressionada.
-Fantástico cara -falo com um sorriso.
-Valeu, meu pai disse que se for para levar meus amigos la pra casa, tem de ser de carro - fala kore-chan sorrindo, quando chegamos a casa de kore-chan, quero dizer, mansão, fomos para o seu quarto, era um quarto enorme com uma cama de casal com um guarda-roupa enorme e um banheiro gigantesco, onde ficamos conversando e jogando alguns jogos que aviam no seu quarto.
TOCTOCTOC
-O que foi - pergunta kore-chan quando seu mordomo abriu a porta.
-Preparei um lanche para vocês, venham, desçam para comer - fala o mordomo com um grande sorriso.
-Claro, já vamos descer, muito obrigado - fala kore-chan se levantando e fechando a porta.
-Vamos então, estou com um pouco de fome - fala Naka-chan com um sorriso descontraído
-Sim, eu também estou com fome - fala kore-chan também sorrindo
-Vão vocês n estou com fome, obrigado - falo tentando disfarçar minha timidez, mas não consigo.
-Ah, entendi, você esta tímido por esta na minha casa, certo - fala kore-chan rindo baixinho
-Bem... -não consegui inventar uma desculpa para não ter que descer.
-Tudo bem, não precisa ser tão tímido, se sinta em casa - fala kore-chan pegando em minha mão e me levantando.
-Tá, então, vou descer com vocês - falo com um sorriso para os dois, mas como sou muito desajeitado acabei tropeçado e caindo encima de kore-chan, quando eu me  dei conta eu já estava encima dele e ele rindo do ocorrido, acabei ficando envergonhado.
-D-desculpa, tudo bem com você - pergunto, me levantando e o ajudando a levantar.
-Tudo bem, e você - perguntou kore-chan sorrindo para mim. 
-Tudo bem - respondi, nesse momento eu fiquei um pouco corado e meu coração disparou por causa do sorriso de kore-chan.
-O que esta acontecendo comigo, por que estou tao nervoso - penso comigo mesmo enquanto desso com Naka-chan e Kore-chan para a sala de jantar para lancharmos. 
-Naka-chan, Kuro-chan por que não passam a noite aqui em casa tem bastante espaço - pergunta kore-chan
-Por mim tudo bem, e você Naka-chan - pergunto olhando para ela
-Tenho que perguntar para minha mãe - fala Naka-chan terminando de comer
-Pode ligar do telefone daqui de casa - fala kore-chan sorrindo
-Ta, obrigado, então por que não voltam para o quarto já estou indo vou ligar para minha mãe - fala Naka-chan sorrindo e se levantando da mesa.
-Ta, então, vamos subir -fala kore-chan sorrindo também e se levantando, eu me levantei junto a kore-chan e o segui ate o seu quarto, por estamos sozinhos la no quarto, então, corei.
-Você esta bem kuro-chan, esta corado - pergunta kore-chan se aproximando de mim e vem se estava com febre, e acabei mais corado ainda.
-N-não é nada - falei virando o rosto.
-Kuro-chan, olhe pra mim - falou kore-chan encostando em meu ombro e me virando.
-Não é nada mes... - não consegui terminar de falar, kore-chan aproximou seu rosto no meu, então, me beijou e guando fui perceber kore-chan avia colocado sua linguá em minha boca e explorava em cada canto de minha boca, ele me derruba no chão e por um estante para de me beijar e sussurra em meu ouvido - você fica muito lindo envergonhado - ele da um sorriso e volta a me beijar, ele começa a passar sua mão em meu rosto, depois desce ate minha cintura e eu tentando empurra-lo, mas não consigo pois eu fiquei louco com sua mão me acariciando...
CONTINUA...    

Nota da Autora:
É a primeira vez que escrevo, queria a opinião de outras pessoas além de meus amigos, pois estou criando um mangá e quero que muitos gostem :))))

  • Feita por Schimithinha3
Arigatoo *u*

12 comentários:

  1. Que fofo ^-^ continue assim,com capitulos longos,e varios detalhes (isso ajuda na criação de um mangá) os dialogos são muito bons,e...Tem certeza que é a primeira vez?Não parece xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, eu sempre escrevo, é a primeira vez que mostro para outras pessoas, ate agora so tinha mostrado para uma amiga minha...

      Excluir
  2. Olha só eu achei muito fofo mesmo ta !!! continua e se me der mais detalhes eu até posso falar com uma amiga (ela desenha muito bem) para fazermos um mangá. o q acha????

    ResponderExcluir
  3. Gente, que lindo, amei sério, é como a pessoa anonima ai disse, você detalha bastante e isso é ótimo, não esqueça de mandar o mangá também viu? >_<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o manga tb tem romance normal, eu so to na parte Yaoi agr pq depois volta ao romance normal, eu to fazendo uma historia um pouco diferente do manga

      Excluir
  4. *O* adorei sua historia realmente bem detalhada e bem trabalhada, esperando continuação

    ResponderExcluir
  5. Muito show as histórias, mas por favor os erros ortográficos são terríveis(desculpa T.T), não gosto de ficar lendo o q todo "adolescente metido a besta" leem. Gosto de me distrair com histórias (esses tipos de hist.). Também não sou fã dessas frescuras de ortografia, mas pra depois não passar vergonha quando alguém pergunta como se escreve tal palavra, seria bom elas estarem escritas corretamente.
    Eu sei q é chato, desculpa. Mas em meio à uma sociedade "frescurenta" falar, escrever UMA palavra errada, é o fim, ai você é taxado de burro.(odeio isso).
    Enfim, muito boa as histórias, Parabéns >.<

    ResponderExcluir
  6. não vai continuar? T.T

    ResponderExcluir
  7. que bonitinhoo, odoro quando o beijo é do nada, fica ainda mais fofo.

    ResponderExcluir
  8. achei muito legal to sem palavras pra dizer de tão perfeito essa historia fico >< ,a ultima parte foi bem bolada e fofa

    ResponderExcluir