Agora o blog tem um grupo no WhatsApp *u*
Para aqueles que quiserem entrar é só me mandar uma mensagem no WhatsApp
Número: 12 991360875
Salvo que quem fizer algum tipo de trote ou usar meu número para fins malignos irá ser denunciado.

sábado, 25 de janeiro de 2014

Sky - 15

Capitulo 15 O amor e tristeza.

Então quando Gii e Arata-san acordaram era 18:00 , eles parecia que tinha acertado as coisa.

-Já acordo.

Arata ficou vermelho porque quando acordou estava deitado no braço de Gii e estava de mãos dadas.

-Mais porque você fica vermelho tão fácil em?

-Não sei você não gosta quando eu fico vermelho.

Gii deu uma risadinha.

Um Novo Começo - 3

Depois do encontro infeliz do Sousuke com Hakuren-kun , continuamos caminhando rumo há escola , durante o percurso Sousuke não disse nada , até que:
Kuchiki Sousuke: É verdade que ele é seu novo irmão!? disse fazendo uma cara de angústia .
Kurosaki Yukimura: Hm... sim , é verdade mais você sempre será como um irmão para mim! falei dando um sorriso.
   Ele fez uma cara de insatisfação  , mas depois sorriu. Chegamos na escola e eu não parva de pensar no que  Hakuren-kun disse. Fomos até há sala de aula a professora chega , e logo chama o novo aluno que é ninguém menos que Hakuren-kun , ás meninas ficaram logo loucas e apaixonadas por ele.
Kurosaki Yukimura : O que ele tem de tão irresistível os olhos ou seu sorriso tenho pena delas , elas não o conhece de verdade! falei baixinho.

Começando de novo - 2

"- Que tal se agente der uma volta e eu te levar pra almoçar, afinal hoje é sábado não tem ensaio de tarde - Eu falo, e acabo me irritando comigo mesmo, afinal eu não passaria esse trabalho só pra levar mais um pra cama.
- Tudo bem - Ele fala levantando a cabeça e sorrindo."
- Então vamos - Falo estendendo a mão para que ele se levantasse.
- Claro - Naoto fala se levantando.
Eu o levei até um restaurante, onde nós conversamos por um bom tempo, e entre piadas e brincadeiras ele sorria as vezes.
- Naoto, vamos indo - Eu falo gentilmente.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Estrelas - 2

 Episodio 2 - seu cheiro 
E de manha bem cedinho quando sinto o cheiro de cafe fresquinho deve ser umas 8:00 horas minha avo levanta muito cedo mas não ligo vo ao banheiro escovo meus dentes com aparelho meu deus como odeio o meu aparelho, lavo meu rosto tento arruma meu cabelo que nao e uma coisa muito fácil pra fala a verdade não e nada fácil então so ajeito e vo ate a cozinha minha vo ta de pijama ela fica tao linda de pijama  to de camiseta e um chortes curto de pijama 
-bom dia fio
-bom dia vo dormiu bem ?
-sim, o cafe ta quase pronto 

Meu pequeno tatsuo - 5

Capitulo 5.
Quando acordei tatsuo ainda estava dormindo e estava tão fofo que quis morde lo, mas eu decidi nãoa corda lo e ir fazer o bolo de morango que ele queria, fui para a cozinha e meu irmão estava saindo de casa, pelo jeito eu tinha acordado bem cedo, mas percebi que ele estava agitado, pelo jeito bem atrasado e falando pelo telefone  com alguem eu me aproximei dele e so ouvi isso da conversa.
- Eu sei que disse que ia conseguir te ver hoje Yuki–chan, mas eu vou ter que trabalhar ate tarde... – e ele pausou escutando o outro falar algo. – tudo bem eu vou após o serviço... –  e passou de novo. –  também estou com saudade. –  outra pausa. –  eu te amo mais que tudo yuki– chan, ate a noite beijos. –  e bateu a porta.

Kitsune - 4 [FINAL]

 Quarto capitulo -Final-
Quando paramos de nos beijar, nos dois ficamos fixados nos olhos um do outro, ate que eu me ergui novamente e coloquei a mão na sua cabeça como sempre fosso e o puxei e o abrasei ele me abraçou também e soltou seu cigarro no chão que estava na metade.
– Você realmente gosta de mim nunca tinha visto você jogar um cigarro fora assim

Primeiro Amor - 6

Capitulo 6 : Sonhos e pesadelos

-E o que ele veio fazer aqui, só vim atrás de você – perguntou Kore-chan se sentando na cama.

-Pelo que vi, sim, mas vou perguntar para ele quando voltar pra casa – falei sorrindo para Kore-chan que se aproximou de mim e me deu um beijo.

-Não quero que fique no mesmo lugar que ele – falou Kore-chan acariciando meu rosto enquanto o encarava, então, fui a sei ouvido e sussurrei as mesma palavras que avia falado em minha casa, me levantei para pegar meu celula que tocava dentro de minha bolça e fui para o lado de fora do quarto fechando a porta.

* Começo da Ligação *

My Problem - 9

CAP. 09- Trovão
 
TOC TOC TOC
-PAI? XX VOCÊS ESTÃO AI? ESTOU ENTRANDO
~Hanako entra e toma um susto
-PAI OUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI??!
-Ah Hanako, espere, nós precisamos falar com você, mas antes se acalme...
-Me acalmar ?! eu chego em casa e meu pai e meu namorado se agarrando?! oque quer que eu pense?
-Hanako!Não é nada disso, é ma-
-Yoshiyuki Cale a boca! eu converso com você depois saia!
-Yoshiyuki eu preciso conversar com a Hanako, pode ir...
-Katsuo, eu não posso te deixar sozin-
-Por favor, pirralho... vai ficar tudo bem...
~Dizendo isso fui mandando para fora, eles fecharam a porta e eu não tenho a menor ideia do que possa estar acontecendo.... Eu pretendia contar pra Hanako, mas não queria que ela descobrisse dessa forma... Eu nem sei oque dizer para ela, o Katsuo provavelmente está na mesma situação, eu queria poder ajuda-lo, vou sentar aqui na porta mesmo, que sono....
-Ei Hanako volte!
~A porta se abre
-Hanako
-Yoshiyuki, nunca mais apareça na minha frente de novo!
-Hanako!
~Katsuo chega correndo na porta e encontra Yoshiyuki quase caído.
-Pirralho, oque você está fazendo? Que seja entre!
-Você não vai atrás dela?
-Mesmo se eu fosse só pioraria a situação, ela precisa esfriar a cabeça...
-O que vocês conversaram?
-Haha foi péssimo, eu já esperava isso...~Katsuo começa a chorar, mas ele é muito bobo tentando esconder.

Nota do autor:
Oieee o/ pessoal estão ansiosos? rs eu também ^^ Há alguns capítulos atrás eu lembro de ter dito que acabaria a história com 10 capítulos, mas vou estender ela um pouco mais rs Melhor para quem gosta ^^
Arigatoo a todos que leram e leem a história, estou escrevendo o melhor que posso por vocês ^^ 

  • Feita por Shiron
Arigatoo /o/

My Problema - 7 £ 8

CAP. 07- Garoa
 
-Ei! Pirralho!
Eu olhei para trás ele estava lá, devia ter corrido feito um louco pois estava muito cansado, eu apenas o ignorei, limpei minhas lágrimas e continuei a fazer minha mala,
-Não me ignore, pirra-
-CHEGA!, saia de perto de mim, eu vou sair, por isso não tente me impedir, se afaste de uma vez e pare de ficar brincando comigo- eu estava chorando muito, mal conseguia falar direito, olhei pra ele, me virei e continuei a arrumar mina mala
Ouvi passos então ele me abraçou por trás, ele estava me apertando muito forte, eu não conseguia parar de chorar, fiquei parado, ele apenas me abraçou,
-pirralho........ ei, pare de chorar, não quero te ver triste... não chore ta... nem se vá, eu, estarei com você, sempre, por isso não fique assim...
Quando ele disse isso meu coração disparou e meu choro ficou muito mais forte
-Hein? oque foi? não chore, não chore,
Então ele me beijou, na minha testa e olhou pra mim
-Por que ainda está chorando?
-Por que você estava me evitando tanto?
-É por que eu percebi que te amava, mais não podia te roubar da minha filha....
-Oque foi isso? ToT
-Sabe? Ela encontrou uns amigos e não vai voltar tão cedo

CAP. 08- Chuva 

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Ausência adiada

Sobre a ausência que eu falei pra vocês ainda a pouco, eu conversei com meus pais e vou continuar na casa da minha mãe (aonde tem net) por mais uma semana, então tudo voltará ao normal, na terça de madrugada, pq minha mãe da aula de tarde e a noite, então todas as fics continuaram a ser postadas :D

Ausência

Hellu meus queridos
Tenho notícias meio ruins, vou passar um tempo sem net e me ausentar por um tempo
Todas as fics que não foram postadas assim que eu retornar, serão colocadas aqui imediatamente, peço desculpas para os autores e para os leitores.

domingo, 19 de janeiro de 2014

Amor Secreto - 8

Cap. 8-  O descanso.
         Chegamos em casa e subimos com as malas.
            - Acabou né? Disse Raffaelo botando as coisas das malas no armário.
            - Sim. Respondi
            Ele me puxou e me deu um beijo, é tão bom beijá-lo novamente...

Estrelas

  capitulo 1 - enquilino  
Bom era uma tarde comum meu pais me levara para para passa um tempo com minha avo já que eu estava de ferias e ela precisa de ajuda na casa dele meu vo não ajuda muito ela e eu adoro fica na minha vo e tao tranquilo e queto.
  to no banco de traz do carro de meu pais eles não tem muito costume de ouvir musica então ponho meus fones e ligo a musica não muito alta começo a cantar em pensamento e me desligo do mundo .... quando vejo to cantando  e fazendo caras e bocas olho pro lado de fora tem um garoto ruivo não muito pálido sardas em baixo dos teus olhos azul ciano ele da uma risada tipo: que fofo cara tiro os fones desligo a musica e disfarço o que não adianta muito já que ele me viu cantando e fazendo caretas andamos mais um pouco e chegamos em minha vo ela esta esperando no portão, o carro mau estaciona e eu já pulo dele e vo abraçar ela  
-vo to com saudade
-a mateus eu também (fala com cara de vo carente )
-vo vim passa um tempo com a você
-que bom fio se vai me ajuda muito 
meus pais vão cumprimentar minha vo eu vou ate o porta mala e pegos minhas malas minha vo tem um quarto nos fundos que era do meio tio so que ele se caso e minha vo quis deixa montado então vo pra la sempre que posso.
 meus pais e minha vo entram e eu vo em direção ao quarto com minhas malas minha vo senta com meus pais e ficam jogando conversa fora, chego no quarto arrumo minhas malas em um quanto depois desfaço elas, pego meu livro fones e vo sentar na escada da parte de fora minha vo mora em uma casa com 2 andares ou seja uma casa em cima e outra em baixo minha vo e dona das duas ela mora na de baixo e aluga a de cima  a escada e encostada na parede o que da um bom encosto o corrimão tem um vão tao grande que passo por ele direto. quando passo pela cozinha não deixo de notar minha avo falando sobre auguem se mudar para o nadar de cima a pouco tempo,uma mulher e um garoto se mudaram a poucos dias para casa de cima, passo e finjo que não ouvi nada me sento na escada ponho meus fones ligo a musica e  abro meu livro na pagina que parei e continuo lendo tranquilamente 
 to lendo a alguns minutos quando o sol do meu lado foi tampado e fez um sombra que dificulta eu enxerga a letra do livro olho para o lado e vejo pernas vo levantando a cabeça levemente ate chega na quelas sardas e depois nos olhos azul ciano, tiro o fone rapidamente passo pelo vão do corrimão sem percebe bato minha testa 
- ai caramba 
-ta tudo bem kkkkkkk
- ta sim desculpa
-a não relaxa aqui nessa escada e um otimo lugar para ler mesmo 
-você e o novo em quilino da minha vo 
-só sim kkkkkk sua testa ta vermelha não quanto meu cabelo mas ta kkkkk (sim era o mesmo garoto que me viu fazendo caretas e cantando minhas bochechas já estão queimando)
-kkkk acho que vo ter que por gelo 
-e deixa eu i la depois agente se fala mais 
-ok meu nome e mateus ta pode me chama a qualquer hora 
-hmm ta bom podecha
ele sobe e fico pensando na sua vos linda e nos seus olhos petrificantes e meus deus qual o nome dele ele nem mi falo 

  • Feita por Cavalk
Arigato /o/

O dia em que me apaixonei - 4

Já era de manhã, tentei me levantar mas minhas costas reclamaram, uau, eu me satisfiz, aquilo sim foi um orgasmo...
- Não, fique mais um  pouquinho na cama. - Quase cai para trás, Aki estava extremamente fofo, tinha colocado um suéter branco meu, e ficou mais para uma camisola, as mangás eram grandes, e seu cabelo estava bagunçado. Ele subiu em meu colo, de forma que cada joelhou ficasse de cada lado do meu corpo, ele trazia um prato com pedaços de manga cortada, tinha garfo e faca no prato.- Abra a boca. 
Eu obedeci, estava doce. 


Sky - 14

Capítulo 14 O Choro

Como será amanha de Gii e Arata junto, quando Gii acordou Arata-san não estava mais na cama. Ele levantou desesperado e foi ate a cozinha e la estava Arata-san cozinhando, Gii chegou por trás e agarrou ele.

-Hum esta fazendo o que em?

Arata-san ficou vermelho como de costume.

-Mais já esta vermelho de novo.

Gii pegou o rosto de Arata e deu um beijo longo e quente.

-Você vai para a escola hoje.

Vivendo um Game

Capitulo : Começo de um Pesadelo 

Meu nome é Izukata Shin ,tenho  16 anos , 1,61 de altura ,Condição física boa , peso de 40 a 50 quilos  Pele branca (meio pálida) olhos azuis e cabelos negros compridos.
Perdi meus pais na infância ,E fui criado por meu tio (milionario) Izukata Takashi ,mas, eu chamo ele de pai mesmo .
Desde pequeno Sempre fui Anti Social , Dedico e Dediquei minha vida nos Games, tanto que pretendo fazer um Online quando ficar mais velho.
Até a 8° Serie do ensino fundamental 2 estudei em casa  ,Agora no 1° ano vou ter que estudar em escola publica como castigo do meu pai (por que faz isso 0.0 ) Eu já odeio sair do Quarto , Imagina Sair da casa 

NickDX




SEX SHOW

Capitulo 1(único):conhecendo o meu ídolo.

Hoje (16/1/2014) vou para o show da minha banda favorita que está fazendo turnê aqui, em Tóquio (japão); o nome da banda é D (ela também é japonesa, mas é a primeira vez que a banda está vindo para cá ;D)
Para começo de conversa, meu nome é Jyou, tenho 20 anos, e moro em Tóquio (como eu já disse no começo ><) e estou super ansioso para ver a minha banda favorita tocar, o qual o mais gosto da banda é o Asagi, ele é o vocal (além dele ser lindo, ele tem uma voz grossa, o que me deixa louco por ele :3). O show vai começar umas 20:00 e já era umas 19:00, então eu já vou indo me arrumar, mas quando eu estou indo tomar banho, minha mãe fala com migo:

Primeiro Amor - 5

Capitulo 5 : O reencontro

-O que foi Kuro-chan, não esta contente em me ver depois de tanto tempo – perguntou o meu “amigo” se aproximando de mim.

-Lucca-kun, quanto tempo, né – falei desviando de Lucca-kun e indo ate a geladeira pegar algo para beber e disfarçando meu nervosismo.

-Poxa, não vai me cumprimentar não – perguntou Lucca-kun segurando meu braço antes de eu chegar a geladeira.

O PROIBIDO

Capítulo 1

Hoje,meus pais vão viajar numa segunda lua de mel.Eles disseram que vão pra Machu Pichu ver os templos...Acho isso legal,mas não posso ir,ja que eles estão tirando um tempo pra "se divertirem" sem a gente.Então,nessa uma semana que eles vão ficar fora,eu vou ficar sozinho em casa com meu irmão Sakazuki.Ele é um ano mais velho,tem 17 anos,tem cabelo preto,olhos castanho mel e mede 1,75 mais ou menos (espero que ele não leve gente estranha pra casa nessa semana).
Bom,parece que eles ja estão de saída.Por um lado é bom,porque eu vou poder ficar em casa "sozinho" e fazer o que quiser,e por outro é ruim,por nem eu e nem meu irmão sabermos cozinhar (T-T).

-Tchau mãe,tchau pai!Boa viagem!!

Shou-san e Izu-chan

O começo de um amor

Não acredito que eu vou ter que passar duas semanas com aquele cara, eu simplesmente o odeio! Sempre bagunçando a sala de aula, me atrapalhando enquanto resolvo os problemas do conselho estudantil e ainda por cima ele não larga do meu pé.

Tenho certeza que você que está lendo não entendeu nada, por isso irei explicar. Mas primeiramente me apresentarei: Me chamo Izumi, tenho 15 anos, estou no primeiro ano do colegial. Possuo cabelo castanho claro meio bagunçado (não ligo muito para a minha aparência), pele branca, olhos verdes como esmeraldas (igual os da minha mãe que infelizmente faleceu em um acidente de avião, depois disso meu pai e eu acabamos nos distanciando, pois era ela que nos ligava. Por isso moro sozinho), não sou alto e não sou muito bom nos esportes; e sou calmo, inteligente e fui escolhido para ser o representante de classe e presidente do conselho estudantil.

Amor Repentino - 9 [FINAL]

- Acorda meu gatinho - Tamaki falava com voz doce, me deixando todo envergonhado.
- Não me acorde me chamando por esses apelidos - Falo me levantando e indo em direção ao banheiro.
- Então você prefere que eu não fale e faça isso...? - Ele sussurou em meu ouvido me pegando por trás e me envolveu com seu braços, enquanto uma de suas mãos ia entrando por dentro da minha cueca, me deixando todo arrepiado.
Então rapidamente corri para o banheiro, depois me arrumei e fui com meu irmão para o colégio.
Chegando na escola vou em direção a sala meio corado.
- Bom dia! - Teiichi fala todo animado - Nossa, vocês não deixam passar uma - Ele fala rindo vendo que meu rosto estava vermelho.
- Não é nada disso, eu tenho que te contar muita coisa - Então eu contei toda a situação para ele.
- O que? Eu não acredito que vocês estão morando sozinho - Ele falo todo surpreso - Assim não tenho nem chances contra o Tamaki - Ele fala rindo, e quando resolve ir em minha direção para fazer alguma de suas brincadeira a professora chega.
Eu estava tão feliz que quando vi ja era hora de ir embora.

Amor Repentino - 8

"- Ora, ora o que temos aqui - Ele fala já colocando a mão por dentro de minha cueca e segurando meus braços no alto com apenas uma de suas mãos.
- Aaah - Eu gemi já corado tentando sair daquela situação."
- Ei! Não demora eu quero me divertir também! - O outro homem fala impaciente.
- Tenha paciência - O que estava me segurando fala rindo - Este daqui é especial.
Então o homem impaciente que estava ao meu lado caiu no chão, e começou a gemer de dor, logo eu abri os meus olhos, quando vi era o Tamaki que tinha o pegado pelas costas e jogado no chão, dando vários chutes na barriga do homem.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

O Único Amor - 4

4.    Febre
-Miro eu estava com medo, você sumiu, porque você fez isso?
Ele não fala nada só começa a me acariciar desabotoa minha calça e começa a me chupar, começo a ficar excitado já imaginando o corpo de Miro sobre o meu, mas de repente uma voz diferente me fala.
-A garotinha da sonhando com quem, não fuja da realidade.
Então senti que meus braços estavam presos no chão e eu não conseguia me defender. Comecei a gritar e me debater.

O Único Amor - 3

3.    Incerteza
Eu acordei com o celular tocando
-Alô
-Cara onde você se enfiou da loco, você me deve uma o professor Maeda tava fulo contigo.
Este era Uzui um dos meus melhores amigos, o cara que estava comigo ontem quanto briguei com Miro.
-O que?Que horas são?
-Cara já passou do meio dia.

My Problem - 6

CAP. 06- Crise
 
-Precisamos conversar velhote!
-Eu imaginei que você diria isso, o que você quer?
-O que foi aquilo, você simplesmente saiu e começou a m evitar , eu tenho sentimentos sabe ><, por que você fez isso!?
-Ei! cale a boca, qual o meu problema? você é namorado da minha filha não meu!, você fez esse sacrifício para ficar com ela não comigo!
-ERRADO!, Não foi isso, eu, eu não consigo parar de pensar em você, você me irrita, me deixa louco, no começo pode ter sido apensa isso, mas não é, eu te amo droga, eu não quero que se vá, como fez ontem, quero que fique do meu lado pra sempre, por favor, não me abandone mais droga, eu não consigo olhar pra ela e pensar que ela é a pessoa com quem eu quero passar o resto da minha vida, eu só consigo pensar em você, não aguento mais, eu te amo tanto, que me sinto como uma garotinha apaixonada, eu não me aguento mais, eu te quero tanto que mal posso suportar a ideia de você me odiar, se eu não puder te ter, eu prefiro não ter nin- Ele interrompeu com um beijo, mas assim que ele terminou de me beijar, vi de novo aquele olhar assustado em seu rosto, ele estava pronto para correr, quando segurei sua mão - PARE!, por que está fugindo de mim, se o problema sou eu não se preocupe, eu vou sair, mas não fuja de mim, sabe isso dói muito- eu disse com os olhos cheios de lágrimas, dei um selinho nele, meu beijo de despedida e sai correndo.
 Ela tentou me perguntar oque houve, mas eu passei reto, e fui para o hotel, comecei a fazer minhas malas, estava quase acabando, quando ouvi um estrondo na porta:
-Ei! Pirralho!

  • Feita por Shiron
Arigato /o/

My Problem - 5 A £ B

CAP. 05-A-  O lado do Katsuo
-Vista isso, eu vou indo....
 Aquele pirralho maldito, droga como ele conseguiu?! eu fiquei tão excitado por causa de um pirralho como ele, droga, se eu me aproximar mais dele o resultado com certeza não será bom.... tenho que evita-lo seria péssimo se eu me apaixonasse por ele, -olha para o céu- acho que já esta tarde demais pra isso...- lembra dele e ri-

Amor Repentino - 7

"Então eu me viro para ele e o beijo" e logo me apresso tirando sua camisa.
- Você realmente quer - Ele fala para si mesmo rindo.
Então eu termino de tirar sua camisa, e enquanto eu tiro minha camisa ele vai tirando minha calça. E assim ele fica em cima de mim me deixando corado, até que ele me puxa pela cintura para mais perto dele beijando e lambendo meu pescoço, enquanto suas mãos tiravam minha cueca, me fazendo soltar um pequeno gemido. Então ele desce sua cabeça até a "área proibida" onde ele lambia e chupava, me fazendo gemer cada vez mais alto.

Amor Repentino - 6

"Então ele me deita no sofá ficando por cima de mim, e me beija, um beijo aconchegante e gostoso, até meu pai chega em casa sem que nós percebêssemos ou imaginássemos já que ele trabalhava a tarde, e fica aterroriza com o situação pegando meu irmão pela gola da camisa e o jogando no chão, logo vai para perto dele e da um soco em seu rosto, e meu irmão não consegue nem ao menos se defender"
- Como você pode fazer isso com seu irmão - Ele fala irritado vendo meus olhos vermelhos, fazendo uma confusão danada - Só porque ele é mais novo não te da o direito de abusar dele.
Então eu vejo meu irmão paralisado sem conseguir dizer ao menos uma palavra, mas eu não podia deixar as coisas assim e me aproximo de Tamaki.
- Você esta bem? - Então meu pai fica mais confuso ainda, e eu me viro pra ele que estava de pé e falo - Pai você entendeu tudo errado, eu o amo!

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Sky - 13

Capitulo 13 A primeira vez

Ola gente hoje eu não estou muito bom. Já estou na escola e Arata-san não veio isso é um acontecimento muito raro. Quero encontra Gii e falar com ele o mais rápido possível, só que já estamos na segunda aula e Gii não apareceu.

XXXXXXX

Novos Passos - 2

Hoje sexta-feira e dia de festa de festa da mangeira!!.
N sei o pq mas essa era a unica musica que eu lembrava hoje de manha como vcs ja devem ter percepido hoje e sexta(mas nao e festa da mangeira )bem ainda e 7:00,e por algum motivo e to feliz e ancioso pra ve o Scott de alguma maneira eu "Acho" que tipo a gente pode se torna amigos,é amigos ja vaz dois anos que nao vejo ele e por mas que ele esteja um gato agora e "talvez" ainda tenha alguma coisa de interese em min. Eu acabei de levar um fora n to pronto pra começar outro relacionamento.levantei e vui direto pro corredor e meu apartamento era minusculo desde que os meus se dirvosiaram eu desidí vim estudar n cidade,o meu pai e que pagá. O apartamento, ele tem dois quartos,uma cozinha minúscula e uma sala que mal da o sofa e tv e bem simples mas e a vida,prefiro viver aqui do que nó interior cercado de jecas retardados.enfim terminei de me arrumar e fui atráz da Su ela e minha vizinha (concidencia acho que n).
-ei su..!
-Oque foi byba?
-para vai ei vc vai no cinema hoje ne?
-Nao,vou nao to muito afim.
-poxa Su pora,vai e que n da pra ir sem vc.

Mei Kurosawa

O Único Amor
O Único Amor - 2
O Único Amor - 3
O Único Amor - 4
O Único Amor - 5
O Único Amor - 6
O Único Amor - 7
O Único Amor - 8
O Único Amor - 9
O Único Amor - 10
O Único Amor - 11
O Único Amor - 12
O Único Amor - 13
O Único Amor - 14
O Único Amor - 15
O Único Amor - 16
Aqueles Olhos
Aqueles Olhos - 2
Aqueles Olhos - 3
Aqueles Olhos - 4

Relação sexual com o Professor

Capitulo 1: o começo de tudo.

Olá, meu nome é saki, tenho 15 anos, moro em tokyo(capital do japão) e sim, minha primeira relação sexual foi com o meu professor :3 .
Todas as terças- feiras de manhã eu tenho aula de música (e para mim, é o melhor dia da semana >.<) e como de costume eu acordo, tomo banho, escovo os dentes, tomo café e vou para minha aula. Sempre que eu saio de casa para ir aula de música, eu fico pensando: ``como o professor está hoje, oque ele tá usando´´. Na primeira vez que eu vi ele, eu não conseguia me mexer, fazer nada de tanta beleza que ele tem; com aqueles olhos azuis, cabelo loiro e bem cuidado.
-olá saki, meu nome é naoto, e eu serei o seu professor de música. Disse ele sorrindo para mim.
Eu não consegui fala nada, mas eu falei um simples ``OI´´.
-então, vamos para nossa primeira aula? disse ele.
-vamos!

O Único Amor - 2

2. O que eu faço
Miro se transferiu para a mesma faculdade que eu e morava no apartamento a minha frente,Miro cursa direito ele e realmente um gênio ,amado pelos professores e adorado pelas garotas não que eu já tenha visto ele com alguma namorada,mas sei que ele rejeitou varias quanto estávamos no colégio.
-Ei! Rayan porque você não me esperou para virmos juntos.
-Ah!Desculpa Miro e que eu tinha uma pesquisa chata para entregar hoje e não tinha acabada.

Primeiro Amor - 5

Capitulo 5 : O reencontro

-O que foi Kuro-chan, não esta contente em me ver depois de tanto tempo – perguntou o meu “amigo” se aproximando de mim.

-Lucca-kun, quanto tempo, né – falei desviando de Lucca-kun e indo ate a geladeira pegar algo para beber e disfarçando meu nervosismo.

-Poxa, não vai me cumprimentar não – perguntou Lucca-kun segurando meu braço antes de eu chegar a geladeira.

-Desculpe, rsrs, é bom vê-lo novamente – falei tentando soltar meu braço disfarçando meu descontento com um sorriso forçado.

-Nossa você não sabe nem me cumprimentar mais não Kuro-chan – falou Lucca-kun me puxando para perto dele e me dando um abraço.

My Problem - 4

CAP. 04- Fim de Jogo
 
-Finalmente você parou de se segurar, - dando um sorrisinho que mais parecia que ele estava sentindo tanto quando eu.
Ele desceu sua mão fazendo pressão até meu pênis chegando lá, ele começou a massageá-lo, por um momento eu me exaltei mas não tive como pedir para que ele parasse era bom de mais, ele massageava, apertava e isso me fazia ficar cada vez mais quente, quando eu percebi ele me disse:
-Você pode sentar pirralho, -olhei para baixo e percebi que ele estava duro, me surpreendi, mas fiz como ele pediu.
Ele começou a lambe-lo e a chupar,
-Ei, e,e,espera, o que está fazendo?(essa frase saiu tão gemida que me senti um ator pornô em cena)
Ele sorriu e respondeu
-Talvez vou ser um pouco gentil com você ^^
Fazendo isso ele voltou a chupar, aquilo era tão bom, acho que nunca senti tanto prazer, mas ao mesmo tempo, não aguentava, eu precisava muito gozar
-E,e,eu não ague,e,nto mais, por, por, favor, me deixe gozar,
Ele olhou pro meu rosto meio assustado, mas depois voltou com seu sorriso torto e disse
-Certo, mas se eu fizer isso não vou mais me segurar
Ele me fez gozar, quase chorei, pensei que tinha acabado, quando olhei para o seu rosto, ele estava soando, e com uma expressão tão sofrida,
-Eu não posso aguentar mais, desculpe, precisa ser agora... ele dizia ofegante
Dizendo isso ele me deitou com força, e tirou seu pênis de dentro da sua cueca, era grande demais, como uma coisa daquelas entraria em mim, foi o que eu pensei,
Ele o enfiou com uma enorme força, doeu muiiiiito, ele estava incontrolável, eu gemi de dor, e até chorei um pouco, mas ele não parava, ele começou a se mover e a dor era tão grande quanto o prazer que eu sentia, ele era tão forte, o corpo dele era tão grande, que eu tentei me segurar mais foi em vão, quando eu já não aguentava mais ele gozou dentro de mim, era muito quente, ele tirou seu pênis de dentro de mim ficou um tempo parado me olhando, ela parecia estar assustado,
-Oque foi?
Ele me olhava de uma forma estranha seu rosto estava totalmente vermelho, le jogou minhas roupas em mim
-Vista isso, eu vou indo....

  • Feita por Shiron
Arigato o/

Amor Repentino - 5

Depois de tomar banho eu me arrumo e vou até a cozinha, e dou tchau para a mãe que fica surpresa por eu ter acordado sem que ela me chamasse, logo vejo Tamaki atras de mim me esperando.
A caminho do ponto de ônibus meu irmão me abraça e faz todo o tipo de coisa que demonstrasse que ele me amava, e é claro que as pessoas que passavam na rua faziam cara feia.
Quando eu chego na escola, eu converso com Teiichi como de costume, e as aulas se passam rapidamente. E quando eu e meu amigo estamos saindo da sala para o intervalo Tamaki me envolve com seus braço e fala em meu ouvido:
- Eu te amo Yano - E eu fico sem jeito, afinal ele nem ao menos sussurro, e o Teiichi parecia ter ouvido pelas caras e bocas que fazia.
Então meu irmão me solta e sai andando.
- Então era ele? Mas vocês são irmãos! Ai que lindo! Seus pais sabem? É obvio que não né Teiichi. Vocês formam um casal muito kawai! - Teiichi parecia falar consigo mesmo, todo animado, até que ele para e me olha nos olhos - Mas você vai continuar sendo meu brinquedinho né? - Então ele chega perto de mim e coloca a uma de suas mãos sobre o volume que estava em minha calça, me deixando pasmo, afinal era a primeira vez que Teiichi tinha ido tão longe.
Então ele me pegou pelo braço e me arrastou até o terraço, e praticamente me ordenando fala:
- Me conte tudo - Eu fiquei todo sem jeito, mas criei coragem e comecei a contar, e parece que isso o deixou bem feliz.
- Mas você sabe que seus pais não vão aceitar de forma alguma - Ele falo sério, e quando me vê triste ele logo trata de falar - Não fica assim, eu vou estar sempre do seu lado.
Então o intervalo acaba e nós vamos para sala, durante todas a s aulas eu fico com a cabeça deitada na mesa pensando que realmente os nossos pais não aceitariam.
Quando as aulas terminam vou pra casa com meu irmão que estava todo contente, mas quando eu chego em casa e me sento no sofá eu entro em desespero e começo a chorrar, meu irmão logo fica preocupado e pergunta:
- Porque você esta chorrando? - Ele fala enxugando minhas lagrimas.
- Nossos pais nunca aceitarão nossa relação - Falo soluçando.
- Eu não me importo se ele aceitarão ou não, eu te amo! E nada vai me impedir de continuar te amando - Ele fala tranquilo e ao mesmo tempo sério.
Então ele me deita no sofá ficando por cima de mim, e me beija, um beijo aconchegante e gostoso, até que meu pai chega em casa sem que nós percebêssemos ou imaginássemos já que ele trabalhava a tarde, e fica aterroriza com o situação pegando meu irmão pela gola da camisa e o jogando no chão, logo vai para perto dele e da um soco em seu rosto, e meu irmão não consegue nem ao menos se defender...
Continua...

Nota da Autora:
Sei que esse capitulo ficou pequeno, mas a continuação fara valer a pena e espero que tenham gostado ;) 

  • Feita por K.L.
Arigato /o/

Amor Repentino - 4

"- Eu não vou - Digo sem jeito e corado, ate que Tamaki da uma risadinha e" beija novamente minha boca, me deixando mais calmo.
Tamaki lambe meu pescoço, e então desce sua boca ate meu mamilo, onde ele passa a brincar, fazendo com que sua linguá dance no mesmo. E assim ele desce uma de suas mãos pelo minha barriga, até que ele coloca a mão por dentro da minha cueca box e eu solto um grande gemido, o e ele parece rir.
- Assim eu não vou conseguir me segurar por muito tempo - Ele diz com uma cara safada.
Logo ele tira sua calça junto a sua cueca preta box, e assim ele vai dando pequenos beijos pela minha barriga, ate que chega perto de onde devia estar minha cueca que agora havia sumido, e ali ele começa a me lamber e chupar. Eu solto vários gemidos que parece o divertir.
- Pa... pareee - Falo apavorado e totalmente exitado.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Dé-kun

Novos Passos
Novos Passos - 2
Novos Passos - 3
Novos Passos - 4
Novos Passos - 5

sur.urakin, o menestrel

Doces Sons
Águas de Maré
Águas de Maré - 2

Kafei

In My Mental Home

Shiron

My Problem
My Problem - 2
My Problem - 3
My Problem - 4
My Problem - 5
My Problem - 6
My Problem - 7 & 8
My Problem - 9
My Problem - 10 & 11
My Problem - 12 & 13
My Problem - 14
My Doctor
Recados

Fitz

O Professor Perfeito
O Professor Perfeito - 2
O Professor Perfeito - 3 [FINAL]

K.L.

Amor Repentino
Amor Repentino - 2
Amor Repentino - 3
Amor Repentino - 4
Amor Repentino - 5
Amor Repentino - 6
Amor Repentino - 7
Amor Repentino - 8
Amor Repentino - 9 [FINAL]
Amor Repentino - Especial
Começando de novo
Começando de novo - 2
Começando de novo - 3
Começando de novo - 4
Começando de novo - 5
Começando de novo - 6
Começando de novo - 7
Começando de novo - 8 [FINAL]
O Começo e o Fim
O Começo e o Fim - 2
O Começo e o Fim - 3
Por Acaso
Perder e se perder
Perder e se perder - 2
Perder e se perder - 3
Perder e se perder - 4
Perder e se perder - 5
Perder e se perder - 6
Perder e se perder - 7
Perder e se perder - 8 [FINAL]
Para Sempre Amigos
Para sempre amigos - 2
Para sempre amigos - 3
Para sempre amigos - 4
Para sempre amigos - 5
Para sempre amigos - 6
Para sempre amigos - 7
Para sempre amigos - 8
Para sempre amigos - 9
Para sempre amigos - 10
Para sempre amigos - 11
Para sempre amigos - 12 [FINAL]
Para sempre amigos II
Para sempre amigos II - 2
Para sempre amigos II - 3
Para sempre amigos II - 4
Para sempre amigos - Especial
O uso importante de preservativo


Cavalk

Será que realmente aconteceu? 1 - 2
Será que realmente aconteceu? 3 - 4 - 5
Será que realmente aconteceu? 6 - 7
Será que realmente aconteceu? - 8 [FINAL]
Estrelas
Estrelas - 2
Estrelas - 3
Estrelas - 4
Estrelas - 5
Estrelas - 6
Estrelas - 7
Estrelas - 8
Estrelas - 9 [FINAL]
OS PARALELOS DA VIDA

Mia-chan

The Archery Club

Mika

Meu Grande Amor

Será que realmente aconteceu?- 8 [FINAL]

Acordo agitado e soando olho pro lado e Gustavo não ta la começo a gritar por ele e nada, começo a chora feito louco e Gustavo entra pelo portão de casa e abre a porta
-ta tudo bem ?(ele olha segurando uma sacola com pães)
-como você sai e não me avisa(to chorando)
-você dorme tao bonitinho que não queria te acorda(e não tem como fica bravo com ele)
ele limpa minhas lagrimas e me beija e ótimo ter Gustavo comigo então surge uma coisa na minha cabeça dizendo para tirar uma foto
-gu tira uma foto comigo
-ok(olha desconfiado)
tiro a foto em meu celular e Gustavo faz cafe para mim ele esqueceu o leite no fogo e eu tive que limpa a sogueira mas nem ligava por que ele tava ali olhando pra mim limpa e eu tive certeza de que ele era meu o resto do dia foi normal logo depois fomos dormi nem fazia mais 2 camas Gustavo dormia comigo toda noite
acordo Gustavo não ta la so que dessa vez acordara estranho com um barulho de um despertador
-matheus escola a pira já vai passa
olho para o lado pego meu celular e falta 2 meses pra acabar as aulas vou para escola e na biblioteca tem um menino novo lindo cujo o nome já sabia e o conhecia muito bem rapidamente peguei meu celular e conferi minhas fotos e la estava eu e Gustavo juntos
-oi (a vos serena e tranquila linda que ouvia )
-o......i.... (como meu deus)
sera que realmente aconteceu ?

Nota do Autor:
bom gente espero que gostem foi minha primeira pretendo fazer mais e eu queria fala que eu realmente conheço um Gustavo os capítulos 1 e 2 tiveram algumas coisas que aconteceram eu gosto muito desse Gustavo e se ila e meio que um sonho que acabo virando uma fic. meu nome de verdade e matheus eu tenho 15 anos sou loiro e gosto do garoto que conheci na biblioteca e troco olhares quando sulbo as escadas. obrigado pelo seu tempo lendo minha historia.

  • Feita por Cavalk
Arigato o/

Amor Repentino - 3

- Filho acorda! Ta na hora - Minha mãe fala, e eu acordo com o sol batendo em meu e rosto.
- Ta bom mãe - Falo me levantando, e então coloco meu uniforme e vou indo em direção ao banheiro. Lavo meu rosto, e de repente sinto alguém passar as mãos envolta da minha cintura. Quando levanto minha cabeça, percebo que é meu irmão ao olhar no espelho, e logo fico corado.
- Que tal continuarmos de onde paramos - Ele fala com seu rosto apoiado em um de meus ombros - Dessa vez eu não vou parar! - Fala me virando e me encostando na parede, colocando meus braços no alto sendo segurados por apenas uma de suas mãos.
Eu vejo pelo o espelho meu rosto ficar corado, enquanto ele brinca comigo e aperta minha bunda, fico apavorado. Como eu poderia estar gostando, meu rosto havia virado um tomate e com vergonha sai correndo do banheiro. Vou em direção o porta de casa com intenção de ir para o colégio, e ainda ouso Tamaki dar risadas debochadas la do segundo andar.
Esperei no ponto de ônibus, até que vi meu irmão se aproximar. E ele me deixa sem graça com suas brincadeiras que faz a caminho da escola.
- Yano, porque você esta corado, já quer que eu te divirta - Teiichi fala sussurrando em meu ouvido após eu chegar na minha carteira ao lado da sua e de repente da uma mordidinha em minha orelha, me deixando mais corado ainda.
- Já não basta ele, tem que ter você também - Falo já irritado por Tamaki ter se divertido comigo a caminho da escola.
- Ele? Ele! - Teiichi fala com seus olhos castanhos arregalados e com seu cabelo cor de mel todo bagunçado de tanto mexer o cabeça sem acreditar - Não me diga, que você esta apaixonado por um homem e se divertiu com ele.
- Sim é isso mesmo - Falo tranquilo e sem jeito por eu não ter que esconder mais nada de meu amigo.
- Então me conta como foi a noite de vocês? Ou sera que foi durante o dia? - Ele fala todo animado e ansioso.
- Não... não é isso que você esta pensando, eu quis dizer que eu estava apaixonado por um homem, mas não que havia me divertido com ele - Fala rápido e irritado com a confusão que eu fiz.
- Sei... - Aquele chato fala com cara de debochado, ai que raiva que eu fiquei dele.
A professora entrou e logo todos pararam de conversar "Graças a Deus", e as aulas passaram mais devagar do que eu esperava. Me deixando incomodado, já que eu não conseguia parar de pensar no que o Teiichi havia falado, e eu me perguntei se eu deveria ter relações com meu irmão, afinal agente se amava. Mas logo chegou o recreio.
De repente Tamaki chega por trás de mim e diz:
- Eu se fosse você correria pra casa e me trancaria no quarto - Eu fiquei corado e muito nervoso, afinal o que ele quis dizer com aquilo, tomara que a mãe não tenha saído hoje, mas isso é impossível ela sempre sai.
- Sai pra la Tamaki, só eu posso deixar o Yano assim - Teiichi fala dando um tapinha na testa de meu irmão e me carrega pra longe dali fazendo biquinho e se sentindo muito irritado.
Depois de um tempo o intervalo termina e as aulas também, e quando estou indo em direção a minha casa, penso no que o meu irmão disse. Então decido ir a pé pra casa e passar em alguns lugares e comer, pelo menos assim eu chegaria mais tarde e provavelmente a mãe já estaria em casa.
Depois de muito tempo decido ir pra casa, e quando chego não vejo a mãe em lugar nenhum, logo me apavoro e vou a caminho do meu quarto rapidamente, até que alguém me pega por trás, abri a porta e me joga na cama. Era Tamaki, que logo ia tirando minha camisa.
- Você me deixou esperando e agora não vou poder me segurar, afinal esse seu cheiro me deixa louco - Ele fala me deixando só com a minha cueca vermelha e de rente começa a tirar sua camisa - E nem tente fugir - Ele fala agora sério.
- Eu não vou - Digo sem jeito e corado, ate que Tamaki da uma risadinha e...
Continua...

Nota da Autora:
Não sei se vocês gostaram da estória, mas continuarei. É minha primeira vez, então não sei se a continuação ficara boa, pois não entendo muito sobre partes com sexo. Espero ter agradado a todos e fiquem atentos esperando :) 

  • Feita por K.L.
Arigato nya

Meu Pequeno Tatsuo - 4

Capitulo 4

Quando olhei para Tatsuo ele estava dando uma risadinha.

–Porque esta rindo ? – estava confuso – meu irmão sabe, voce que não queria isso.

– é que foi nostálgico... – e olhou pra mim com aquele mesmo sorriso irresistível que ele tinha feito para meu irmão.

– esse seu sorriso é mesmo lindo. – cheguei mais perto e o beijei, nem quis saber o porque de ser nostálgico aquela situação.

–Tenha calma – ele disse enquanto beijava seu pescoço descendo para o resto do seu corpo .

– mas porque? – parei de beija lo e o olhei

Kitsune - 3

Terceiro capitulo.

Faz três dias desde que vim para o mundo humano e eu estava certo em achar que viver aqui com fuyuki–chan seria melhor que meu mundo. Ele não trabalha e mora sozinho numa casa que seus pais deixaram para ele, não sei o que aconteceu com eles na verdade, so sei que fuyuki–chan mora sozinho a algum tempo, pelo menos desde que eu observo.

–tudo bem Kitsuma–sama? – ele estava me encarando em minha frente em PE enquanto eu estava sentado no sofá tomando meu sake.

– Porque não estaria?

– esta tão pensativo – e então sento se ao meu lado.

Águas de Maré - 2

Capitulo 2: O encontro.

Era domingo pela manha por volta das nove da manha já,eu levantei da minha rede,fui ao banheiro começar minha peregrinação, a de limpar o parelho, isso me matava, pq sempre cortava minha boca, terminei fui pra cozinha tomar cafe,na mesa tava minha tia, meus padrinhos,e minha prima,resumindo fui o penúltimo a acorda pq meu primo ainda dormia.
-eu: sua benção tia quira?
-tia quira: deus te de saúde.
-eu: benção padrinho?
-padrinho: deus te abençoes.
-eu benção madrinha?
-madrinha:deus te de saúde.
-eu:oi plimaaa,dormiu bem?
-prima:sim, mas quero vou tar pra minha cama!!!
-eu e pq n volta?
-prima:tenho aula e prova hj 11hrs.
-eu:ms nem pagando que vou pra escola dia de domingo,esse é santo pra mim e pra minha mente,rsrsrs
depois fui pro quarto da Ana,minha prima.
-eu: Ana,me empresta o note de novo, vai prima!!!!
-Ana: ta pode pegar.
do um beijo nela e saio do quarto pra ela se arrumar pra sair pra ir pra escola.quando ligo vou direto pro face, e ja procuro o face dele, quando achei ele já estava on. isso me deu um alivio, menos espaço pra minha ansiedade comecei a falar com ele como nos encontraríamos,e como chegar na casa dele.marcamos, ele me ensinou a como chega la. como a casa dos meus padrinhos é longe tive q da uma enrolada básica, ae nessa foi meu primo me deixou em ksa me arrumei todo dizendo q ia pra igreja,meu primo volto me pego e me levou de volta como ele fez questão de me deixa na igreja tive q arumá uma, ae lembrei q tinha uma e falei q era la, ae só esperei ele vassa, e fui embora, sair correndo pra parada de ônibus, cheguei fiquei esperando,em fim veio, e agora, que vamos a aparte de vamos ver no que va dar......

Nota do Autor:
*ate meus lindos eq vcs tenham curtido! <3 :3="" div="">
  • Feita por sur.urakin, o neestrel
Arigato ve se volta hein u-u

Amor repentino - 2

"- Você melhorou muito no beijo, apenas precisa deixar sua linguá mais a vontade, eu não a morderei. Estou mais interessado em outra coisa - E assim ele vai descendo uma de suas mãos pelo meu corpo" - Aquela frase me deixou sem ação, e de repente eu o vi tirando minha camisa, e começando a dar pequenos beijos em meu pescoço.
Eu o empurrei rapidamente, fui até a porta de seu quarto, e com meus olhos azuis aterrorizados, me retirei, e me tranquei em meu quarto.
No outro dia:

Águas de Maré

capitulo 1: Antes de tudo.

Essa historia começa comigo quase subindo pelas paredes, eu tava me sentido um ninfomaniaco, sim esse é o termo, sinto se alguém se ofendeu, mas não sou de guarda palavra, sim e feio mas e a verdade,emfim tava eu na casa do meu padrinho quando tenho a brilhante ideia de entra num bate-papo da vida ae,quando entro tem um monte de gente,e eu q sou fresco com idade e sempre serei, digo que prefiro pessoas perto da minha faixa de idade que na e poca era entre 16 e 20,ate q vejo um nick, novinho19.
abro uma aba pra começar a conversa com ele.isso ja passava da meia noite e sou eu acordado usando o notebook da minha prima.
-eu:oila!
-novinho19:hi
-novinho19: curte oq?
-eu: calma.
-novinho19: ok, sim, vc procura oq aqui?
-eu: sei la conversa.
mentira tava quase me jogando em cima dele de tao carente mas fiz a linha difícil.
-novinho19: ok mas vc mora onde?tem quantos anos?
-eu: tenho 17, eu moro na zona sul.
-novinho19:como vc e fisicamente?
-eu:1,80 de altura,peso 78 kg,cabelo curto preto, cortado bem abixo,sou moreno, meio queimado pq ando muito no sol, n musculoso, mas deffinido, por fazer corrida
(na época hj sou mais alto e mais pesado, porem n gordo, mas o resto continua, tirando o cabelo q to deixando crescer pra fazer meu cosplay)
-eu: e vc?
-noviinho19:tenho 1,85 altura, peso 73 kg,branco,cabelo grande e moreno(lindo ao meu ver)
como n sou besta, e sei la fui com a cara dele mesmo n o tendo visto, eu adicionei ele, isso ja era domigo ,de madrugada.
-eu: bjs e abraço,vou deita.!!
depois dessa conversinha fui ao banheiro do meu primo e escovei meus dente e fui dormi,no dia seguinte eu ja tava matutando a ideia de como faria pra ir la!


  • Feita por sur.urakin,o menestrel.
Arigatoo né x3